Projeto de Digitalização de Prontuários Médicos é aprovado pelo CCT

O projeto do senador Roberto Requião que propõem o armazenamento de prontuários médicos nas instituições de saúde, foi aprovado em abril de 2018 pela Comissão de Ciência, Tenologia, Inovação, Comunicação e Informática. Agora está ma Câmara dos Deputados onde passará por uma votação. A medida tornará a digitalização em hospitais possível e facilitando o armazenamento de dados.

Para a realização da digitalização será necessário o certificado digital emitido pelo ICP/Brasil – Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira.
A digitalização de documentos poupa espaço, permitindo a melhor utilização do mesmo. No caso de hospitais o número de documentações é bastante volumoso e chegando muitas vezes a ocupar diversas salas.

A medida pode beneficiar os hospitais e os pacientes, com o GED – Gestão Eletrônica de Documentos, evita-se extravios e agiliza o processo de consulta aos prontuários.

Para os hospitais a medida pode trazer grandes economias, pois, diariamente é feita milhares de impressões apenas com prontuários, o que demanda papel, tinta e mão de obra.

Outro grande benefício que a digitalização proporciona é a praticidade no acompanhamento desses documentos que de forma física exige armazenamento e controle.