RFID e controle de arquivo: entenda como a tecnologia auxilia na organização dos seus documentos

Você já ouviu falar em tecnologia RFID? Pode ser que assim, pelo nome, você não a conheça. Porém, ela está presente em diversos aspectos do dia a dia e pode se tornar uma ótima aliada na hora de organizar o arquivo da sua empresa e conferir rastreabilidade aos seus documentos.

Quem lida diariamente com documentos sabe da importância, e também da dificuldade, de mantê-los organizados para que sejam encontrados no momento preciso. É através da rastreabilidade que a localização física dos documentos ocorre de forma automática. É por meio dela, também, que você é capaz de saber por onde um determinado documento esteve e quem teve acesso ao seu conteúdo. Quando falamos de informações confidenciais ou importantes, investir em rastreabilidade não é um mero capricho, mas sim uma questão de segurança para o seu negócio.

Para quem já passou pela situação de passar horas buscando um documento ou já viu uma informação importante cair nas mãos erradas, já existe uma boa solução para evitar esse tipo de problema. Confira!

O que é RFID?

RFID é a sigla para Radio Frequency Identification ou identificação por meio de radiofrequência. Trata-se de uma tecnologia de identificação automática aplicada aos objetos, onde é possível não apenas identificá-los no espaço, como também inserir dados e informações sobre eles através de tags.

Assim como o código de barras e a biometria, a identificação por radio frequência, ou RFID serve para identificar objetos e simultaneamente armazenar dados sobre eles. Muito comum em crachás e cartões de identificação, essa tecnologia possui várias aplicações que vão desde o rastreamento de gado, sistemas de pedágio, acompanhamento de mercadorias no varejo e até manuseio e extração de petróleo.

No arquivo da sua empresa essa tecnologia pode ser aplicada tanto em caixas como em documentos. E por meio dela você consegue saber não apenas onde está localizado um determinado documento no seu escritório ou fora dele, como pode checar automaticamente dados importantes sobre o seu conteúdo.

Como funciona?

A base da RFID são as tags (“etiquetas”) e os aparelhos de identificação. Em cada tag fica armazenado um número serial capaz de identificar o objeto ou os dados através de um microchip. Esse microchip, por sua vez, é conectado a uma antena, que formam o chamado conjunto “transponder RFID”, em que a antena possibilita ao chip a transmissão das informações de identificação a um leitor. O leitor converte as ondas de rádio em dados digitais, e a partir daí os dados podem ser processados e utilizados.

Guarda de documentos e RFID

O RFID é uma tecnologia bastante eficiente e simples em termos de rastreabilidade e armazenamento de dados. Não é a toa que esse tipo de tecnologia é amplamente aplicada a crachás corporativos, possibilitando às empresas uma forma ágil e eficiente de controle de acesso.

Porém, como toda tecnologia, o RFID também tem um custo. E, naturalmente, como um empreendedor você já deve estar imaginando qual o custo disso, considerando o arquivo da sua empresa. A boa notícia é que não é necessário adquirir um sistema próprio para isso. Com a terceirização da guarda de documentos é possível contar com os mesmos benefícios e vantagens da RFID sem que seja necessário adquirir esse tipo de tecnologia propriamente.

A guarda de documentos confere uma série de vantagens em termos de organização e também de segurança, além de ser uma opção bem mais econômica em diversos casos.

Mesmo pequenas empresas que possuem dificuldades em contratar um profissional especializado para a organização do arquivo já podem ter acesso a esse tipo de serviço que pode conferir a agilidade que os pequenos negócios também precisam.

Sabe aquela história de olhar para a secretária, perguntar onde está um determinado documento e ela te olhar com cara de dúvida? Você pode ter seus documentos organizados e com fácil acesso, sem precisar passar por isso. Clique aqui e saiba mais!